Buscar
  • lucimar875

Como ter uma liderança autêntica


Em um mundo reconfigurado após a tsunami que foi a pandemia, vemos que para reconstrução necessária temos um grande déficit: líderes autênticos!


Como poderíamos imaginar tantos problemas “antigos” retornando ou ainda existindo, com toda carga de informação, ferramentas e tecnologias que temos? Nossa única saída é pra dentro, construída à base de cooperação, inclusão, co-criação em benefício de todos os povos, toda forma de vida. No entanto, faltam líderes capazes desta convergência.


No mundo corporativo não é diferente. Já temos muitos estudos científicos comprovando que para que haver melhores e maiores resultados, produtividade e lucro para todes os envolvides, é preciso haver confiança, engajamento, satisfação e motivação. O pilar para estes elementos é sempre a liderança. Não tem pra onde correr!


Então, vamos falar sobre liderança autêntica? Primeiro, você já sabe que a liderança é uma habilidade; logo, pode e deve ser aprendida e ensinada e que é possível para qualquer pessoa aperfeiçoa-la. Você pode não ser um excelente líder, mas poder ser a cada dia melhor com treino.


O que compõe a Liderança Autêntica? Primeiro de tudo, o autoconhecimento- suas forças e fraquezas; seus valores e crenças e por fim, seu propósito como líder. Depois, a sensibilidade aos outros- empatia, habilidades sociais, respeito e escuta ativa. Por fim, uma habilidade de leitura do ambiente que lhe cerca- abertura para dar e receber feedbacks, compartilhar informações, expectativas e necessidades, respeitar os diferentes estilos e opiniões e perceber o impacto de suas ações nos outros e no ambiente.


Tudo isso, pode ser aprendido e melhorado. Para começar, é importante você ter clareza do seu estado atual. Como estão suas habilidades atuais? Assessments e inventários diversos podem lhe ajudar com profissionais e instituições sérias; além é claro, dos processos de ajuda terapêutica, mentoria e coaching, hoje muito mais acessíveis.


Depois, com metas estabelecidas e planos de ação aplicáveis, concretos, com prazos e medidas onde você possa ir percebendo sua evolução. Sugiro construir um roteiro de perguntas onde você possa se avaliar em cada interação com seu time, por uma semana: Como agi? Como minha ação impactou os demais? O que funcionou? O que poderia ser diferente? Como minha equipe reagiu? (colha feedbacks) O que eu não percebi neste contexto? Veja, estes são só exemplos e sugestões. Você saberá construir o seu próprio roteiro com ajuda de um(a) mentor(a), se necessário.


Nada disso prescindirá de umas boas doses de resiliência, determinação, disciplina, autocompaixão e foco. Mas, até isso você pode aprender e contar com sua rede de apoio para os momentos em que fraquejar, pois eles existirão, certamente.


Por fim, te indico o EALA (Escala de Avaliação do Líder Autêntico) de Maria Isabel Campos e Fabián Javier Marín Rueda, da Vetor Editora uma excelente ferramenta para guiar você nesta jornada. Conheci recentemente e recomendo. Lá, assim como aqui, poderemos te ajudar, caso lhe seja útil.



Se você gostou deste texto, me deixa saber e me ajuda a distribuí-lo por sua rede, compartilhando. Inclusive, durante esta semana eu abordo temas ligados a este conteúdo em posts diários nas redes sociais.


E quem sou eu? Sou Lucimar Delaroli, psicóloga, coach e mentora de líderes e de profissionais de RH business partner, trabalhando com desenvolvimento Humano há mais de 30 anos e mudadora de mundos. Me chama e vamos juntos!


Posso te apoiar com treinamento para líderes e RH, rodas de conversa, palestras de promoção de saúde emocional e ambiente psicológico seguro, autoconhecimento com assessment de perfil ou mentoria. Bora mudar seu mundo?

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo